SBU - Sociedade Brasileira de Urologia

SBU faz Campanha de Cncer de Pnis Zero
de 26 a 29 de setembro

Disfuno Ertil

Mutiro de urologistas vai atender homens de Recife (PE), Garanhus (PE), Joo Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Reriutaba (CE) e Teresina (PI). Site e Facebook da SBU esclarecem a doena

Setembro de 2013 Para orientar e atender a populao, a Sociedade Brasileira de Urologia, em parceria com o Instituto Lado a Lado pela Vida, realiza de 26 a 29 de setembro a Campanha de Cncer de Pnis Zero. A quarta edio da iniciativa conta com cerca de 100 urologistas voluntrios para prestar atendimento urolgico, clnico e cirrgico em hospitais pblicos e promover o esclarecimento sobre a doena nos estados do Cear, Paraba, Pernambuco e Piau. Haver ainda palestras de capacitao para mdicos generalistas do programa Sade da Famlia. A campanha tem como padrinho o ex-jogador de futebol e atual tcnico do Al-Gharafa (Qatar), Zico.

De acordo com o Instituto Nacional do Cncer (Inca), o tumor representa 2% de todos os tipos de cncer que atingem o homem, sendo mais frequente nas regies Norte e Nordeste. Segundo o Data/SUS, h cerca de mil amputaes por ano do rgo. A doena est relacionada s baixas condies socioeconmicas e de informao, m higiene ntima e a homens que no se submeteram circunciso (remoo do prepcio, pele que reveste a glande a cabea do pnis). O estreitamento do prepcio um fator de predisposio ao cncer peniano, assim como a infeco pelo vrus HPV.

"O cncer de pnis um dos poucos que se possvel prevenir. Basta lavar o pnis com gua e sabo, puxando o prepcio a pele que encobre a glande principalmente aps relaes sexuais ou masturbao, usar preservativo nas relaes sexuais e fazer a cirurgia em caso de fimose ou exuberncia de prepcio na puberdade", afirma o presidente da SBU, Aguinaldo Nardi.

A SBU preparou um vdeo e folders explicativos da doena que sero distribudos nos locais de atendimento. No site (www.sbu.org.br) e no Facebook (www.facebook.com/SociedadeBrasileiraUrologia) da entidade haver informaes sobre o problema.

"Queremos, alm de atender, diagnosticar e, se possvel, realizar procedimentos cirrgicos de baixa complexidade, tambm desenvolver um projeto de educao continuada com os mdicos generalistas e agentes comunitrios das regies atendidas para prosperar as medidas de preveno ao cncer de pnis", afirma o coordenador da campanha e chefe da Comisso Especial de Urologia Militar da SBU, Joo Carlos Azeredo.

A maior incidncia mundial de cncer de pnis encontrada na ndia, com taxas de 3,32 casos a cada 100 mil habitantes, e a menor incidncia nos judeus nascidos em Israel, com taxas prximas a zero. Nos Estados Unidos, a incidncia de 0,2 casos para cada 100 mil habitantes.

Recomendaes

  • Lavar o pnis diariamente com gua e sabo, principalmente aps relaes sexuais ou masturbao.
  • Ensinar ao menino, desde cedo, como fazer a higiene do pnis. preciso puxar a pele e limpar.
  • Realizar autoexame mensalmente. Puxe a pele e verifique se h alguma leso na regio.
  • Usar preservativo nas relaes sexuais.
  • Ao notar qualquer alterao no pnis, visite o urologista.

Atendimento ao pblico

Quem estiver interessado em realizar o exame urolgico, tirar dvidas e obter encaminhamento para seu caso (cirrgico ou no) dever procurar os hospitais participantes da campanha:

Joo Pessoa (PB) dia 28/09 das 8h30 s 12h

Hospital Municipal Santa Isabel
Centro Mdico em Praa Caldas Brando, S/N 58020-560 - Jardim das cacias
Palestra no dia 27/09 tarde para equipe do programa Sade da Famlia.

Recife (PE) dia 27/09 das 9h s 12h e de 14h s 17h

IMIP Instituto Mdico Integrado Professor Antonio Figueira

Garanhus (PE) dia 28/09 das 9h s 12h

Hospital Dom Moura

Fortaleza (CE) dia 28/09 das 9h s 12h e de 14h s 17h

Santa Casa de Misericrdia

Reriutaba (CE) dia 28/09 das 9h s 12h e de 14h s 17h

Hospital Rita do Vale Rego

Teresina (PI) dia 27/09 das 7h30 s 9h30 e dia 30/09 das 9h s 12h

Hospital So Marcos

Saiba mais sobre o Cncer de Pnis

Fatores de risco

  • Fimose pele que impede a exposio da glande (cabea do pnis);
  • Acmulo de esmegma (secreo branca resultante da descamao celular);
  • Higiene local precria;
  • Falta de informao sobre a doena;
  • M situao socioeconmica e educacional das pessoas, em geral moradoras de regies mais carentes, como o Norte e Nordeste.

Sintomas

O autoexame do pnis fundamental para detectar as caractersticas apresentadas abaixo:

  • Perda de pigmentao ou manchas esbranquiadas;
  • Feridas e caroos no pnis que no desapareceram aps tratamento mdico e apresentem secrees e mau cheiro;
  • Tumorao no pnis e/ou na virilha (ngua);
  • Inflamaes de longo perodo com vermelhido e coceira, principalmente nos portadores de fimose.

Ao observar qualquer um desses sinais, necessrio procurar um mdico imediatamente.

Diagnstico

O paciente apresenta inicialmente leso vegetante ou lcero-vegetante, que acomete inicialmente a glande (80%), prepcio (15%) ou sulco coronal (5%). Quando diagnosticado em estgio inicial, o cncer de pnis apresenta elevada taxa de cura. No entanto, de acordo com o INCA, mais da metade dos pacientes demoram at um ano aps as primeiras leses aparecem para procurar o mdico.

Tratamento

O tratamento depende da extenso local do tumor e do comprometimento dos gnglios inguinais (nguas na virilha). Cirurgia, radioterapia e quimioterapia podem ser oferecidas. A cirurgia o tratamento mais frequentemente realizado para controle local da doena. O diagnstico precoce fundamental para evitar o crescimento desse tipo de cncer e a posterior amputao do pnis, que traz consequncias fsicas, sexuais e psicolgicas ao homem.

MAIS INFORMAES IMPRENSA:

Vithal Comunicao Integrada assessoria da Sociedade Brasileira de Urologia
Aline Thomaz alinethomaz@vithal.com.br (21)9846-1967
Janana Soares janaina.soares@vithal.com.br (21)9785-8009